terça-feira, 17 de janeiro de 2023

 Não havia ondas, mar de calmaria

Ninguém a vista - mergulhei - 

Nadei até a margem

Sai da água e me vi queimada - corpo em brasa - mas como? Foram meus pensamentos que derramaram 



quarta-feira, 28 de dezembro de 2022

 O tempo voa nas asas do vento que varre as folhas deixadas ao pé da árvore que se esvazia sem se dar conta de sua míngua, 

Nada é eterno, mas que seja intenso enquanto durar, 

 E de repente o ciclo se encerra para outro entrar. 

Que venha um novo espaço de tempo a ser vivido

terça-feira, 27 de dezembro de 2022

 Existem vários caminhos para o mesmo destino e vários destinos dentro do mesmo caminho.

Somos vários e únicos dentro do mesmo ser 

domingo, 2 de outubro de 2022

Sabe o que eu queria agora?

Olhar pelos ombros do meu passado, puxar o tempo de volta e corrigir os erros que hoje me corroem a alma.

Sento no chão de minha dor para chorar pelo mal feito que não tenho como mudar.

Apunhalei-me pela frente, cara a cara sem ver a quem feria. Sinto a dor da fenda aberta pela haste que eu mesma cravei.

Nada a fazer,

Só me resta deixar o sangue da mágoa secar, a ferida cicatrizar e com ela conviver sem me deixar por ela sucumbir.

Aprender a viver sem uma perna, sem cair do alto do corpo. Equilibrar-me no espaço que me resta e fazê-lo ser maior do que o vazio da falta.

sexta-feira, 12 de agosto de 2022

 Andava eu pelas ruas sem nenhuma intenção, até que algo me chama atenção. Uma pessoa, sem falar nada, só com as mãos estendidas me direcionando o caminho.

Custei, mas depois de uns segundos reconheci: era eu me chamando de volta ao curso do qual havia me perdido. 


sexta-feira, 22 de julho de 2022

 Tudo passa, por mais infinito que pareça ser nada é eterno nem mesmo a própria vida que é efêmera na  essência do viver. 


quinta-feira, 21 de julho de 2022

 A cada dia tudo muda no mundo das emoções que ditam a eternidade interna de cada um que se desfaz no momento seguinte a presença de uma nova emoção.