terça-feira, 26 de agosto de 2014

Autor da própria vida...

Escrever a própria história, tarefa árdua, que por vezes pode parecer tão difícil que melhor seria delegar tal empreitada a outro alguém e receber o projeto pronto. O que certamente aboliria o trabalho e também a responsabilidade de algum percalço decorrente do fato mais inevitável: viver. Mas junto com descarte da desgastante missão de tomadas de decisão e o risco dos possíveis erros, deixar-se-ia passar a oportunidade de poder ser dono e senhor absoluto do próprio destino. Viver é complicado, mas quem foi que disse que seria fácil?


Ser autor da própria vida inclui a angustia das escolhas a serem feitas a todo o momento e o encargo por seus resultados, sejam eles bons ou ruins. Mas também dá a liberdade de poder ser, de tomar as rédeas do viver e ir escrevendo pagina por pagina, capitulo por capitulo e ir formando a historia que abraça e traduz o ser que vive e que busca incondicionalmente a melhor maneira. Não há formulas, nem manuais a serem seguidos, o que há é a determinação, a vontade de conseguir e de permanecer na incansável procura no meio da simplicidade complexa da inigualável experiência que é viver.

4 comentários:

  1. Boa noite amiga Bia,

    Adorei o seu texto, meus parabéns! Uma bela reflexão sobre a vida que nós levamos com os seus erros e acertos ao longo do caminho.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fábio! Prazer em receber seu comentário !! Obrigada!

      Excluir
  2. Bia,
    Adorei o seu artigo. Muito bom. Fica-se pedindo mais. Caiu como uma luva para mim, nessa data.
    Abraço,
    Gloria Paiva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Glória!!! Uma página por vez...
      Um dia de cada vez....
      Bjs

      Excluir